A Coroa do Rei

Marcas_blog_Coroa_do_sol O disco do Sol, áreas quentes e brilhantes, aparentemente sulcadas por caudalosas curvas escuras.  A coroa solar, espalhando o plasma a altíssimas temperaturas , estende-se para fora do Sol há milhões de quilômetros. A imagem que vemos foi tirada em 25 de julho de 2014 pela câmera da Agência Espacial Europeia (ESA) na qual se vê o plasma quente formando grandes curvas e estruturas como se fossem pás de um gigantesco ventilador. Tais erupções são compostas por grandes quantidades de gás que interferem no campo magnético da Terra, afetam os satélites e alteram o funcionamento de muitos equipamentos de comunicação. Embora o Sol seja a estrela mais próxima de nós, muito se desconhece em relação ao seu comportamento. Estudar sua coroa ajuda a entender o seu funcionamento interno, a partir dos movimentos aparentemente aleatórios de suas camadas mais externas e suas explosões de energia lançadas ao espaço. Duas novas missões da ESA irão contribuirainda mais para esse campo de estudo: a Solar Orbiter, projetada para estudar o vento solar e a Missão 3 que irá investigar a borda solar.


Foto e fonte: http://www.esa.int/spaceinimages/Images/2015/03/Solar_corona_viewed_by_Proba-2
Adaptação Miguel Attie Filho, 20 de março de 2015.
EmailWhatsAppFacebookTwitterGoogle+LinkedInCompartilhe

Este post também está disponível em: Francês

Updated: abril 21, 2015 — 5:30 pm
Marcas e Pensamentos - Notas a uma História do Pensamento da Terra © 2015 Marques et Pensées - Notes à une Histoire de la Pensée de la Terre © 2015 Direccion Miguel Attie Filho Frontier Theme